quinta-feira, 24 de abril de 2014

M1201 - RANGER Lino Ribeiro do 2º Curso de 1971 - Aspectos de Penude

Continuação das mensagens M462, M464, M465, M485 e M496. 



RANGER Lino Ribeiro
2º Curso de 1971
Angola 1971/74 - 7

Penude 1971 

O RANGER Lino cumpriu a sua comissão militar em Angola, 1971 a 1974, integrado na CART 3454 / BART 3861 (Companhia de Artilharia 3454 / Batalhão de Artilharia 3861), nas zonas de Zala e Quinguengue. 

Nesta mensagem apresentam-se 3 raras fotos da velha parada do quartel de Penude, em Maio/Junho de 1971. 

 O velho emblema do portão do quartel
Esta é mesmo para a foto
Aqui arranjando a boina

quinta-feira, 3 de abril de 2014

M1200 - Apresenta-se o RANGER João Coelho, que foi Alf Mil da 1.ª CART do BART 6522 – GUINÉ

     

HOJE APRESENTA-SE NESTA NOSSA ENORME PARADA VIRTUAL... 



O nosso Camarada João Coelho, QUE FOI Alferes Miliciano 1.ª Companhia de Artilharia do Batalhão de Artilharia 6522, que prestou a sua comissão em S. Domingos, na Guine entre 1972 e 1974). 


Enviou-nos uma mensagem de apresentação e algumas fotos do seu álbum de memórias. 


Camaradas, 

Sou do 2º Curso de Rangers de 1972, onde fui graduado em Aspirante, tendo ficado no C.I.O.E. como instrutor no 3º curso (Adjunto do então Capitão Cardeira Rino). 

Formamos Batalhão de Artilharia 6522.em Penafiel, passando a Alf Mil e chegamos à Guiné em Dez/1972, integrado na 1ª CART, que foi colocada em S. Domingos. 

Regressamos a Portugal em Setembro de 1974.

Envio umas fotos e conto uma pequena história, apesar de não ter grandes histórias. 

Felizmente, não houve baixas na minha companhia e todos os rapazes que foram, regressaram sem um ferimento. 

Então, aqui vai a história do momento em que eu senti que ia morrer na Guiné.

Um dia, depois do jantar, e estando na messe a jogar "King", eis que ao longe ouvimos a saída de um projétil de uma arma pesada. 

Claro que todos correram para os seus postos, menos eu, que continuei sentado a olhar para o meu jogo, chamando nomes ao IN, pois era a minha mão e tinha um jogão para "nulos".

Quando saí da messe já as granadas de canhão sem recuo caíam dentro e fora do aquartelamento(a grande maioria delas).
Como o meu posto de combate ficava nas valas à frente dos 3 obuses 10,5, decidi correr em campo aberto, pois ainda era distante.

Sensivelmente a meio do trajeto, eis que ouço um silvo. Pensei que estava feito e que ia levar com uma granada em cima. Deitei-me no chão e tentei cobrir a cabeça com os braços. Logo a seguir um rebentamento a poucos metros de mim e comecei a levar com terra em cima.

Uns segundos depois, ao ver que nada me tinha acontecido, levantei-me e lá cheguei ao meu destino, são e salvo.

Mais tarde, contarei outra que se passou no dia seguinte, quando fui fazer o reconhecimento, onde se pode ver que a sorte pode muitas vezes decidir quem vive e quem morre.

Oficial de Dia no C.I.O.E.

"Aeroporto " de S. Domingos
Aquartelamento, vestido com um macaco e botas, oferecidos pelo meu amigo 2º tenente Centeno do Destacamento de Fuzileiros Especiais da vila de Cacheu, na companhia do 1º comissário político do PAIGC que visitou S. Domingos.

Um abraço amigo,
João Coelho
Alf Mil Op Esp/RANGER da 1.ª CART do BART 6522
************************************************************** 
O RANGER COELHO É O TERCEIRO ELEMENTO DO MESMO BATALHÃO QUE AQUI SE APRESENTA, JÁ CÁ ESTAVAM NA FORMATURA: 

- O RANGER António Inverno, que foi Alf Mil da 1.ª e 2.ª CARTs e Pel Caç Nat 60; 

- O RANGER Ricardo Pereira de Sousa, que foi Alf Mil da 3ª CART no Sedengal. 

Emblema de colecção: © Carlos Coutinho (2010).Direitos reservados. 

Fotos: © João Coelho (2010). Direitos reservados.