sábado, 31 de julho de 2010

M230 - 33ª Festa Anual dos RANGERS de Portugal - Instantâneos

Com o natural e irreversível desaparecimento das gerações dos meados do século passado, exceptuando algumas raras excepções, como são o caso dos grandes clubes de futebol, o associativismo cultural, desportivo e recreativo está definhar a passo largos e prevê-se, num futuro muito próximo, a sua lamentável, triste e prejudicial morte.
Prejudicial porque elas têm o condão de agregar pessoas de várias origens, de todo o país e, em alguns casos até, de todo o mundo em torno de diversas matérias fundamentais à sobrevivência da sociedade humana, solidária e convivente.
Com a sua morte perder-se-ão locais de concentração, reunião e união de sinergias que permitiram ao longo das últimas décadas, inúmeras victórias do ser humano em várias áreas, desde a científica à das populares e muito concorridas festas de bairro.
A nossa Associação não foge a esta infeliz regra e têm sido despoletados muitos esforços pelos RANGERS "velhinhos", por cativar e arrastar ao seio a tão necessária presença, interesse e estima dos mais novos, como garante da sobrevivência e continuidade da interligação entre as diversas gerações desta nossa tropa.
Na última festa anual, foi notório que a perseverança e o trabalho de todos, velhos e jovens, junto dos elementos da actual Direcção felizmente vai dando os seus frutos, essencialmente nesta difícil fase de transição, que é o fim de algumas comunicações tradicionais e o surgimento das informáticas.
Muitos portugueses ainda não dominam um computador e não têm assim acesso à informação gerada nestas lides, perdendo o contacto e a tão necessária ligação com aqueles que orientam e decidem o futuro e as diversas actividades da Associação.
Creio eu que lentamente, mas no caminho certo, a curto prazo uma grande maioria acabará por descobrir estas ainda recentes tecnologias e, num futuro muito próximo, acredito que a frequência e a assiduidade do pessoal aumentará substancialmente.
Vamso a isso, ou não sejamos dignos de nos assumirmos como os RANGERS de Portugal!

RANGERS MR, Norberto e Martins

Apesar dos seus tenros 6 anitos, o Cruz pequeno já vai no bom caminho seguindo os passos do pai

O Norberto com a sua boina

Assembleia geral

A Mesa da Assembleia Geral

A ala elite RANGER de 2010

Dois grandes Comandantes do CIOE/CTOE - Cor A. Feijó e Cor S. Velloso

A placa comemorativa

A placa oferecida ao CTOE, perpetuando a memória dos RANGERS que integraram os famigerados e temíveis Grupos Especiais e Grupos Especiais Paraquedistas, que acutaram de modo exemplar, eficaz e lendario, no palco de guerra de África, em Moçambique
O SMOR Magalhães um ícone inconfundível das Operações Especiais portuguesas
A mesa de honra do almoço da confraternização
O discurso do Sr. CMDT do CTOE
A plateia mais que atenta
O bolo da praxe
A justa e sentida homenagem que em todos os actos da Unidade é prestada, pelos seus Veteranos, aos inesquecíveis e gloriosos mortos da Unidade
Firme... cé up!

Sem comentários: