sábado, 25 de julho de 2009

M134 - VIVA PORTUGAL - HINO NACIONAL

VIVA PORTUGAL

País que se digne e honre tem as suas fronteiras e os seus símbolos máximos nacionais, a ver: os limites territoriais, a bandeira, o hino, às tradições e cultura (que incluem o passado histórico, bom e menos bom).

É obrigatório e de lei, que todos respeitam, a bem ou a mal, estas representações, por que na prática são os espelhos dessa nação, em todo o universo interplanetário.

Na defesa desses símbolos, o seu povo deve empenhar-se, se necessário, até à morte.

Em qualquer caso fútil? Não!

Mas SIM em sua defesa, essencialmente contra agressões territoriais e de uma parte, ou num todo, de ameaças à integridade física e, ou, liberdade pessoal do seu povo.

Um pergunta frequente entre os jovens é: Que ganho eu se tiver que morrer em nome da Pátria?

Algumas respostas se poderiam dar, mas limito-me a citar uma máxima de um Grande General Português, Grande Patriota e Combatente de Portugal - Carlos Azeredo -, de seu nome:
“Povo que não respeita os seus mortos em defesa da Pátria, nem o oxigénio que respira merece!”

Àqueles que virem um energúmeno com aspecto de ignorante, néscio, cobarde ou traidor, a vilipendiar e, ou, destruir um dos nossos símbolos nacionais, primeiro chamem-lhe a atenção, explicando-lhe o acto que está cometer e, caso ele persista em continuar o seu crime de lesa-Pátria, chamem as autoridades policiais, exigindo a detenção desse infractor/traidor.

Nenhum português está isento desta responsabilidade (chamar as autoridades se testemunharem um crime de lesa-Pátria), excepto como é óbvio, e por motivos à vista: os mentecaptos e, os atrasados e deficientes mentais.

VIVA PORTUGAL!


video


LETRA DO HINO NACIONAL

A Portuguesa

Heróis do mar, nobre povo,
Nação valente, imortal
Levantai hoje de novo,
O esplendor de Portugal

Entre as brumas da memória,
Ó pátria sente-se a voz
Dos teus egrégios avós
Que há-de guiar-te à vitória.

CORO

Às armas! Às armas!
Sobre a terra e sobre o mar!
Às armas! Às armas!
Pela Pátria lutar!
Contra os canhões marchar, marchar!

Composição:
Música: Alfredo Keil
Texto: Henrique Lopes de Mendonça.

A Bandeira Nacional

NOTA INPORTANTE: As fotos da Bandeira Nacional foram retiradas excelente site:
www.pititi.com/portugal/bandeira_nacional.pdf

1 comentário:

Julio Vilar pereira Pinto disse...

Se for preciso marchar cá o velhote ainda não esqueseu de como se arma um detonador, para fazer ir pelo ar estes bandidos.