sábado, 9 de abril de 2011

M323 - Brasil - BOPE para o combate à delinquência perigosa

BOPE (Batalhão de Operações Especiais)

Brasil

O Brasil, como todos os grandes países, tem os seus graves problemas com a bandidagem sem escrúpulos, muitas vezes bem organizada e quase sempre de alto grau de perigosidade.

É lixo sub-humano cada vez mais ousado e, amiudemente bem armado.

Muitas vezes com o beneplácito das leis, juízes e tribunais desta super-permissiva e indiferente democracia, apoiados por gajos de grupelhozecos que dizem falar em defesa dos direitos do homem, e que nunca falam dos deveres desse mesmo homem, movidos por interesses estranhos, tacanhos e obscuros, que se preocupam com os direitos dos bandidos e NADA ligam às martirizadas, desgraçadas e traumatizadas vítimas.

Para o combate à este tipo de energúmenos, que não tem juízo, não quer ter uma vida honesta e só gosta de viver à margem das leis, tem que haver autoridades bem treinadas, armadas e prontas para tudo.
Assim, hajam políticos governantes que apoiem e acarinhem estes Homens, nos seus momentos de intervenção.
video

Este vídeo enviado pelo nosso Amigo e Camarada Coimbra Pereira, cuja origem está perfeitamente indicada no próprio micro-filme, a quem deixamos o nosso melhor agradecimento pela coragem de nos reportar um trecho da complicada vida de uma tropa de elite que corre muitas vezes sérios riscos de vida.

Uma vénia em sua honra.

1 comentário:

antonio barbosa disse...

Boa noite RANGERS
Palmas para o BOPE e quem os apoia
e permite que possam por em pratica tecnicas de resgate e sal-
vamento de refens em situações perigosas, lá como cá existem bons elementos lá os BOPE cá os GOE a
diferença fundamental está nos politicos e chefias militares que limitam a actuação dos n/ homens, senão vejamos o que vei-o hoje
publicado no CM com o seguinte
titulo INQUERITO À UTILIZAÇÂO DA TASER NA CADEIA DE PAÇOS DE FERREIRA CULPA OS ELEMENTOS DO GISP
DE VIOLAREM OS DEVERES DE CORRECÇÂO
se eu mandasse algo para a próxima vez em que uma besta com cerca de 150 Kg que não limpava a cela á 3 semanas e cagava e mijava no chão da mesma, mandava lá o anormal do inspector que dirigio o inquérito para que ele resovesse o problema
com lideranças assim quem é que pode fazer exercer a ordem e disciplina?
RANGER Antonio Barbosa